21 de fevereiro de 2013

Entrevista a Joaquim Páscoa - Treinador do UAI Ficalho!

Terminada esta primeira fase do Campeonato, hoje a onda de entrevistas viajou até à margem esquerda do Guadiana onde viemos então à conversa com Joaquim Páscoa, Treinador do UAI Ficalho que conseguiu tal como o ano passado a passagem a derradeira fase do Campeonato.

1 - A formação de Ficalho conseguiu vencer a Série A, indo agora disputar a fase final da prova, depois de ter perdido a Final da temporada passada, será este o ano da sua equipa?
 
R: Em primeiro lugar, penso que não vencemos a Serie A uma vez que faltam fazer dois jogos ao Salvadense, desconhecia que tínhamos perdido a final na época passada, mas perder uma final é doloroso, ainda tenho presente uma final que perdi contra o Mineiro Aljustrelense para a Taça Distrital equipa esta onde prontificava o Capeta, João Paulo entre outros e que hoje alguns jogam no Vale d´Oca, equipa esta que gostava de encontrar por razões de empatia e de reconhecimento pela qualidade futebolística que estes jogadores ainda devem ter, em relação a este ano e comigo no comando vai ser como sempre tem sido sempre nos outros clubes onde tenho estado, os objectivo são traçados de jornada a jornada com humildade e respeitando sempre os adversários.
 
2 - Após a chegada do UAI Ficalho ao Campeonato da Inatel, Pedro Graça e Ricardo Ameixas têm sido aqueles que mais têm dado nas vistas. Sente que estes dois jogadores são "o núcleo" duro da sua formação? Como é constituído o plantel?
 
R: Estes jogadores que mencionou são importantes no grupo devido a sua qualidade, mas por experiencia que tenho desde “menino” os núcleos duros são sempre constituído pelos jogadores que mais treinam e melhor o fazem uma coisa é ir treinar, outra totalmente distinta e contraditória a esta é ir ao treino, em face a isto existem jogadores que não são mencionados e que também por afirmação pessoal pertencem ao “nucleo duro”.
Penso que me é permitido dizer o seguinte, existem jogadores no Inatel que podem disputar plenamente o campeonato distrital, mas pergunto por que não o fazem, uma vez que é publico que nesse campeonato os jogadores recebem ou muito ou pouco, é dinheiro e ai sou muito critico e digo “treinar exigi sacrifício, querer e vontade” e quando os jogadores não querem um aumento do seu rendimento das duas uma ou o dinheiro “abunda” ou então tem coisas mais importantes a fazer, lamento que atletas com qualidades para estarem noutros patamares estejam a marcar passo, podem me questionar e o senhor, apenas posso dizer que os clubes não querem a minha forma de treinar e aí só tenho que respeitar opções e concordar com elas.
O Plantel é constituto pelos seguintes jogadores:
Transitaram: Alexandre Oliveira, Bruno Castro, Emidio Parreira, Flavio Guerreiro, Gildo Paulino, João Moraes, José Sargento (Junior), José Quaresma, Claudio Martins, Miguel Oliveira (Junior), Pedro Coelho, Pedro Graça, Ricardo Ameixa, foram incluidos: Nuno Morgado (Ex-Aldenovense e Ficalho), Nuno Batista (Ex-Aldenovense e Vale de Vargo), João Santos (Ex-Aldenovense e Vale de Vargo), Antonio Paisana (Ex-Vale de Vargo), João Martins (Ex-Aldenovense e Futsal A.J.VNSB), Nelson Nogueira (Ex-Ficalho e Futsal A.J.VNSB), Luis Gomes (Ex A-do-Pinto) e Nuno Seita (Ex-Aldenovense).
 
3 - Sabendo à partida que o sorteio será "puro" teme encontrar alguma formação no seu grupo? Segundo o Blogue, tendo um sorteio "puro" poderá obrigar a sua formação a realizar deslocações de grandes distâncias, como avalia esta situação?
 
R: Como principio desportivo e competitivo não tenho nada a opor ao sorteio “puro”. 
Em termos reais sou muito de contestar e critico á forma como ele vai funcionar, mais, é minha convicção que os responsáveis pelo desporto do Inatel, vão fazer a este torneio o que a A.F. de Beja fez em relação à 2ª. divisão distrital, em que acabou com esta divisão e não fazendo futurologia é minha convicção que nos anos mais próximos esta divisão não se vai realizar, pergunto o motivo porque a A.F.B. não colocou a proposta do Aldenovense em discussão e votação e atirou para cima dos clubes a decisão do que ia acontecer. 
Na época passada senti as dificuldades econômicas que é em deslocar uma equipa da Margem Esquerda do Guadiana para a zona de Odemira e se não existir bom senso, provavelmente e se o sorteio assim o ditar as faltas de comparência vão existir. Se a posição do “puro” se mantiver não se esqueçam de mudar o horário dos jogos de acordo com a mudança horária, espero que não seja semelhante ao que se passava anteriormente quando uma equipa de Infantis do Barrancos tinha que ir jogar a Almodovar ao 9,30 horas. 
Temo que neste momento exista um conflito de interesses politico/partidário entre os dirigentes do Inatel e da Associação de Futebol de Beja e que este confronto esteja a prejudicar os fins que os torneios do Inatel foram criados e por arrastamento os campeonatos distritais. 
Como toda a gente sabe estes pequenos clubes vivem fundamentalmente dos subsídios autárquicos e devido à crise as verbas foram reduzidas, no nosso contexto a Camara de Serpa só no futebol sênior subsidia 3 equipas da 1ª. Distrital (Aldenovense, Pias e Serpa), 3 no Inatel (UAI, Luso Serpense e Brinches) e uma no Futsal (A.J. de V. N. S.Bento), isto não contando com outras modalidades colectivas e também com as equipas de formação, no universo do Baixo Alentejo alguém me consegue dizer qual é o Concelho com nivel habitacional como o de Serpa tenha tantas equipas a competir e para ano pelo que se consta vão aparecer mais duas equipas para o Inatel. 
Em conclusão posso afirmar que deslocações com mais de 100 Km vai ser difícil para o UAI, se eventualmente forem as 4 possíveis que podem acontecer vai-se tornar impossível o desempenho com a dignidade que todos procuramos ter. Como a minha vida tem sido trabalhar números posso transmitir o seguinte: 
Se o torneio fosse dividido em duas grandes zonas de 10 equipas cada e aí com o sorteio “puro” de 5 para cada serie, o minimo de quilometros que o UAI podia fazer era de 220 (média 55 Km p/deslocação) com o máximo de 384 (média 96 Km). 
Como está previsto pode-se ter que fazer na pior das hipóteses de 696 (média 174 Km) e na melhor 600 (média de 150 Km) ou seja na totalidade 440, 768, 1200 e 1392 Km ida e volta e pela “lógica” se calhar uma equipa por zona cerca de 112 Km por cada deslocação (224 Km).
 
4 - Que ambição tem o seu grupo de trabalho para o que resta do Campeonato?
 
R: A nossa ambição é que o Campeonato decorra normalmente e que perante o nosso publico tenhamos a vontade e o querer em proporcionar boas tardes de convívio  ganhando, se não for possivel esta situação, que as equipas que nos defrontarem assim como o publico que os acompanham, sejam tratados de forma humana e civilizada, como é apanágio das gentes raianas.
 
5 - Obviamente que nem tudo é positivo no dia-a-dia de um clube, quais são os principais problemas que têm vindo a ter no decorrer desta temporada desportiva?
 
RR: Em termos pessoais tem sido uma serie de problemas de saúde que me tem impedido de dar o meu melhor e de corresponder ao que as pessoas acreditaram em mim. Em termos desportivos eles estão na linha directa dos econômicos é difícil gerir um grupo com poucos recursos económicos, porque em contraponto se tivéssemos as disponibilidades financeiras e querendo a tudo o custo resultados desportivos imediatos, íamos a Espanha e trazíamos 3 ou 4 jogadores que estão parados, porque não tem espaço na equipa local da 3ª. divisão espanhola e ai a equipa era reforçada e pela qualidade deles porque já os treinei eram ainda mais dificies os confrontos contra o UAI. 
Os jogadores de Ficalho são os mais importantes, os outros que vem tem que ter alguma afinidade desportiva, pessoal ou de amizade com eles, temos que procurar enquanto for possivel equipas com atletas da terra, para as pessoas da terra.
 
6 - Em forma de despedida deixe uma breve consideração sobre este projeto e uma mensagem para todos os intervenientes do Campeonato.
Em termos de despedida quero realçar a finalidade principal dos torneios do Inatel, sejam eles em que modalidade for, tanto nos desportos colectivos como individuais que é um confronto e o convívio desportivo entre trabalhadores, pelo menos era esta a filosofia que existia desde o tempo da FNAT (Na ditadura). 
Se querem desvirtuar esta filosofia e querem encarar estes torneios como sendo a substituição das provas oficiais ou oficiosas, então teremos que repensar tudo e proceder de conformidade com os regulamentos oficiais sejam eles quais forem.
 

18 comentários:

Anónimo disse...

Serei eu o unico a estranhar o facto deste senhor ser o treinador desta equipa e no entanto nao saber que a mesma o ano passado foi finalista vencido!? Nao me gozem por favor, isto é de uma indiferença pelo clube em questão que não faz sentido algum, mais valia ter ficado calado

Anónimo disse...

Da para ver que este senhor fala fala e muito (parece catedratico treinou onde?) e tambem da para ver que parece com medo de apanhar algumas equipas ao falar em distançias. Sim grave é nem saber que o Ficalho foi finalista a epoca passada que falta de respeito mas nunca ouvi falar neste nome de treinador!!!!

Anónimo disse...

Da para ver que este senhor fala fala e muito (parece catedratico treinou onde?) e tambem da para ver que parece com medo de apanhar algumas equipas ao falar em distançias. Sim grave é nem saber que o Ficalho foi finalista a epoca passada que falta de respeito mas nunca ouvi falar neste nome de treinador!!!!

Anónimo disse...

Não sou catedrático sou apenas treinador com o Curso tirado em 1994, vencedor do Campeonato Distrital de Iniciados em 1996 e o único treinador português que subiu uma equipa espanhola de divisão. O outro o José foi campeão. Já agora digam os vossos nomes. Em relação às distancias já entendi tudo, quantos jogadores nascidos ou que vivam nas vossas localidades têm, quando são do Algarve. Parece estranho mas a informação que tinha é que o Ficalho tinha ido disputar uma fase com o Corroios e tinha perdido é como colocarem a minha equipa como campeã da Serie A quando existem jogos em atraso. E mais uma vez digo que o Inatel é um torneio de trabalhadores para trabalhadores quem tiver dinheiro e equipa vá disputar o Distrital.Ao contrário vocês é quem tem uma falta de respeito pelas vossas associações quando os querem levar a entrar por caminhos estranhos.Peço desculpa se estiver errado,mas treinadores na Serie A só dois CCD é que eram credenciados, pergunto nas outras série será assim é que não sei se sabem em Portugal existem leis e por acaso a 248 A regula quem pode aparecer como treinador. Amigos se não tive medo da PIDE, nem da guerra. Tenho um medo terrivel de equipas de futebol como sempre tive, uma vez fiquei traumatizado psicológicamente porque ia defrontar um dos melhores avançados de Portugal de nome Rui Jordão a partir daí não consegui dormir mais até hoje. Só concordo com um comentário mais valia estar calado, porque estar a falar com algumas pessoas é como estar a falar para o "espaço". Cumprimentos a todos. Joaquim Páscoa treinador com a cédula nº.1392 do Instituto do Desporto e da Juventude de Portugal. ( O curso foi tirado sem faltas e nos dias de semana não foi igual ao Relvas)

Anónimo disse...

Tinha me esquecido de uma coisa, antigamente os "bufos" faziam as denuncias à PIDE anónimamente e parece que hoje esta prática continua. Na escola não vos foi ensinado o que são actos de cidadania é que ainda devem estar a tempo de apreenderem.
Joaquim Páscoa

Anónimo disse...

fala muito ja parece o de santa clara

CP disse...

O sr treinador Páscoa tem mais que razão .
Quem quer ser campeão distrital tem que disputar uma 1ª divisão distrital , isso sim é que seria oficial porque não é o Inatel que convoca o Ronaldo e Companhia é a F.P.futebol e a associação de futebol de Beja é o orgão onde se fazem as inscrições.
Quem pensa que é bom ou que quer ter futuro é trabalhando numa 1ªdistrital e 2ª distrital que esperemos que volte.
Também é verdade que os campeonatos do Inatel hoje em dia levam a que alguns jogadores tenham um outro tipo de preparação fisíca mas não é o suficiente.As coisas no desporto conseguem-se com dedicação e vontade.Muitos jogadores alegam que não podem treinar por causa da falta de tempo o que se aceita , mas nos anos 50 por exemplo quem jogava no desportivo de Beja , levantavam-se cedo para ir treinar e só depois é que iam trabalhar. O Ferróbico quando foi campeão distrital nos anos 80 treinava com uma lâmpada em cima de pedras.
Os jogadores têm que se aplicar mais.Os clubes têm que fazer uma melhor gestão incluíndo o convite ou a contratação a treinadores com um outro tipo de faculdades intelectuais que perceba como este senhor Páscoa que o inatel é uma coisa e a 1ª distrital é outra.
O inatel para localidades com 200 ou 300 habitantes não é um campeonato dos pobres é o campoenato certo para eles, agora com populações superiores a 500 habitantes esses clubes sim é que transformam o inatel no campeonato dos pobres , com exepeção do AC Cuba do Vale da oca do Serpense do Almodovarense e do Milfontes.

joao disse...

o senhor parece o miguel relvas , so fala que tem curso de treinador, o relvas tambem e ministro e todos sabemos como. quero so relembrar que o curso de treinador nao lhe da mais sabedoria o mourinho tambem nunca jogou e como treinador e o que sabemos o melhor. acho que e lamentavel nao saber que a sua actual equipa foi a final da inatel de beja que por acaso apanhou chapa 5 na final.quanto aos jogadores do algarve sao trabalhadores iguais ao senhor pelo que teem os mesmos direitos, nao vejo qual e a vossa preocupacao.o vosso problema e que teem medo sim de apanhar as equipas de odemira sim porque defacto sao as mais fortes no inatel de beja dito pelos proprios arbitros que fazem os jogos, cumprimentos a todos....jogador do luzianes e do algarve

Anónimo disse...

para o sr de 22 fevereiro das 23h17 entao o homem anda tao calado e fala muito? Ves o homem a falar em algum lado? Deves ser um dos invejosos ou talvez jogador que nao te punha a jogar ou daqueles que lhe teem odio mas nao teem coragem de lhe dizer! Deixem se dessas guerrinhas que nao levam a lado nenhum e façam do desporto uma forma de se divertirem e que ganhe o melhor!

Anónimo disse...

Acho é engraçado porem sempre o nome do Mister Zé Alberto à baila... Uma entrevista ao treinador do Ficalho, mas os comentários é pra criticarem o coitado do treinador do Santaclarense que nao faz mal a ninguem, e aliás gosta mais disto do que a maioria que ai anda. Oh mister mande-os f**er pah. Ao senhor entrevistado tenho uma coisa a dizer, vivemos num país livre e podemos comentar aqui à vontade desde que limites não sejam ultrapassados e o senhor tem de entender que as criticas que lhe fazem em relação ao senhor nao saber o que se passou com a equipa a epoca passada estão mais do que corretas e o senhor tem de as aceitar, pode até nao concordar mas isso é a opinião de cada um. Quanto ao treinar como voce diz as coisas não sao bem assim, eu por mim terinava e jogava e acredite que não é falta de motivação mas apenas e somente por motivos de horários de trabalho que nao permitem fazer isso e como eu haverao centenas, repito, centenas de jogadores aqui na INATEL beja que nao treinam por esse motivo e nao por serem gajos que nao gostam de treinar, mas sabe eu também tenho de respeitar a sua opinião em relação a isso, mas quanto a mim o senhor está um pouco deslocado da realidade quanto a esses aspectos. Em relação ao curso, olhe o tão mal falado treinador de Santaclara também o tem, o da Nave Redonda se nao estou em erro também o têm, o do Sabóia tambem o tem, o do Serrano também o tem... e como estes haverao mais uns quantos de certeza por isso tenha lá calma que a INATEL não é a chafurdisse que o senhor quer fazer parecer em relação a esse aspecto.

Anónimo disse...

já agora esse que se identifica como jogador do luzianes do algarve,,, o luzianes não tem nenhum jogador com o nome de joão deveria ter mais cuidado sr treinador...,há na nave,nas pereiras em santaclara ali há paulos e muitos

MÁRCIO Coelho disse...

Boa noite.

Aproveitando este espaço de livre opinião, respondo a uma das questões que lançou…

“Qual o Concelho com nivel habitacional como o de Serpa tenha tantas equipas a competir ? e para ano pelo que consta vão aparecer mais duas equipas para a INATEL…


- SERPA 7 EQUIPAS (3 distrital, 3 Inatel e 1 Futsal o que dá uma média de uma equipa por freguesia.


Serpa situa-se no Baixo Alentejo, no distrito de Beja, na margem esquerda do rio Guadiana, ocupando uma área de 1106,5 km2, distribuída por 7 freguesias (Brinches, Pias, S. Salvador, Santa Maria, Vale de Vargo, Vila Nova de S. Bento e Vila Verde de Ficalho. População Total: 16 723habitantes


ODEMIRA: 1719,73Km2 (maior município português, ou seja a àrea de cerpa e mais um bocadinho, a àrea de serpa e por pouco ainda aqui cabiam serpa e a ilha da Madeira…

17 Freguesia, brevemente reduzidas para 13… População Total: 26 036habitantes.


Equipas de ODEMIRA: 17 atualmente na INATEL, mais Almograve, Bicos, Brejão, Zambujeira, Longueira, Vale Bejinha, Castelão, Vale Santiago, S.Teotónio, São Martinho das Amoreiras, (ou seja 28 equipas, o mesmo número que têm atualmente o campeonato da INATEL de Beja em equipas que não são de Odemira).

Distritais: Odemira, Milfontes; e camadas jovens………… nem falo das restantes modalidades.

Para além de associações de Associações de desenvolvimento, Columbofilia, do Setor Agrícola, Pescadores e Caçadores, Humanitárias, Culturais e Recreativas e de outros Desportos…

Convido-o a visitar: http://www.cm-odemira.pt

É importante a informação antes de fazer discursos dessa natureza. Há muita gente com formação e muito boa gente sem certificação profissional, mas com formação de muitos anos de experiência de Futebol. Na minha Dupla de Treinadores tenho os 2 casos, onde um treina equipas de jovens e o outro têm 40 anitos de treinar equipas na Inatel e Distritais.

As duas grandes zonas em que a INATEL de Beja se deveria dividir deviam ser ODEMIRA + Algarve numa Zona e As restantes noutra, à semelhança do que acontece em Santarém.

Partilho das preocupações a nível financeiro, sendo que estas permitiriam que equipas como a minha pudessem apoiar as deslocações dos atletas para poderem treinar.

Márcio Coelho
Presidente da Direção
O Beira Serra GDCR Naverredondense

MÁRCIO Coelho disse...

Boa noite.

Aproveitando este espaço de livre opinião, respondo a uma das questões que lançou…

“Qual o Concelho com nivel habitacional como o de Serpa tenha tantas equipas a competir ? e para ano pelo que consta vão aparecer mais duas equipas para a INATEL…


- SERPA 7 EQUIPAS (3 distrital, 3 Inatel e 1 Futsal o que dá uma média de uma equipa por freguesia.


Serpa situa-se no Baixo Alentejo, no distrito de Beja, na margem esquerda do rio Guadiana, ocupando uma área de 1106,5 km2, distribuída por 7 freguesias (Brinches, Pias, S. Salvador, Santa Maria, Vale de Vargo, Vila Nova de S. Bento e Vila Verde de Ficalho. População Total: 16 723habitantes


ODEMIRA: 1719,73Km2 (maior município português, ou seja a àrea de cerpa e mais um bocadinho, a àrea de serpa e por pouco ainda aqui cabiam serpa e a ilha da Madeira…

17 Freguesia, brevemente reduzidas para 13… População Total: 26 036habitantes.


Equipas de ODEMIRA: 17 atualmente na INATEL, mais Almograve, Bicos, Brejão, Zambujeira, Longueira, Vale Bejinha, Castelão, Vale Santiago, S.Teotónio, São Martinho das Amoreiras, (ou seja 28 equipas, o mesmo número que têm atualmente o campeonato da INATEL de Beja em equipas que não são de Odemira).

Distritais: Odemira, Milfontes; e camadas jovens………… nem falo das restantes modalidades.

Para além de associações de Associações de desenvolvimento, Columbofilia, do Setor Agrícola, Pescadores e Caçadores, Humanitárias, Culturais e Recreativas e de outros Desportos…

Convido-o a visitar: http://www.cm-odemira.pt

É importante a informação antes de fazer discursos dessa natureza. Há muita gente com formação e muito boa gente sem certificação profissional, mas com formação de muitos anos de experiência de Futebol. Na minha Dupla de Treinadores tenho os 2 casos, onde um treina equipas de jovens e o outro têm 40 anitos de treinar equipas na Inatel e Distritais.

As duas grandes zonas em que a INATEL de Beja se deveria dividir deviam ser ODEMIRA + Algarve numa Zona e As restantes noutra, à semelhança do que acontece em Santarém.

Partilho das preocupações a nível financeiro, sendo que estas permitiriam que equipas como a minha pudessem apoiar as deslocações dos atletas para poderem treinar.


Márcio Coelho
Presidente da Direção
O Beira Serra GDCR Naverredondense

Anónimo disse...

Sinceramente fiquei um pouco incomodado quando me denominaram de”catedrático”, mas depois de reflectir um pouco, cheguei á conclusão sem falsas modéstias, que sou mesmo um “catedrático”, não escrevo chouriço com “X”, não digo que as epistolas são as mulheres dos apóstolos, que o Vasco da Gama foi o senhor que fez a ponte que atravessa um “barranco muito grande antes de Lisboa” e também sei que o Pedro Alvares Cabral foi um navegador e não um atleta olímpico na modalidade de vela. Como “catedrático” é me permitido chamar a atenção do seguinte, quando se realizam as inscrições das equipas no Inatel mod. 71, existem vários códigos que vai do 1-Atleta, 2-Dirigente, 3-Delegado, 4-Treinador, 5-Massagista e 6- Oficial de Jogo. Em face a esta situação existem algumas situações em que se deveria de fazer prova, no caso do Dirigente era a apresentação da acta com os corpos gerentes do CCD, no caso de Massagista tinha que se apresentar o diploma a habilitar a pessoa a exercer este cargo e a de Treinador tinha que se cumprir o que está articulado no Dec- Lei 248 A de 2008 que, é a apresentação da cédula, entre os seus 28 artigos, destaca-se os seguintes:
Artº. 15º.
Exercício ilegal da actividade
É ilegal o exercício da actividade de treinador de desporto prevista nos artigos 8.º a 11.º por quem não seja titular da cédula.
Artigo 17.º
Contra-ordenações
1 — Constitui contra -ordenação, para efeitos do disposto no presente decreto -lei:
a) O exercício da actividade de treinador de desporto por quem não seja titular da cédula;
b) A autorização para o treino de praticantes desportivos ou para o ensino, animação e enquadramento técnico de uma actividade física ou desportiva, a qualquer título, por parte de federações desportivas titulares do estatuto de utilidade pública desportiva, ligas profissionais, entidades prestadoras de serviços desportivos, associações promotoras de desporto, ou quaisquer entidades, públicas ou privadas, de quem não seja titular da cédula;
Nota: Esta é a tal cédula que o Prof. Jesualdo Ferreira necessitou para poder treinar o Sporting isto apesar deste grande treinador ter o máximo das qualificações profissionais a nível nacional e mundial.
Foi por este motivo que já protestei junto do Instituto Português do Desporto e Juventude. I.P. enviando uma carta registada a relatar na modesta opinião o que se passa a nível das qualificações porque não se está a cumprir o regulamentado.
Joaquim Páscoa

Anónimo disse...

Senhor Márcio Coelho, as minhas preocupações são de dois tipos em primeiro lugar gostava que os regulamentos fossem cumprimentos, em segundo lugar são os problemas de ordem financeira, como e não sei se o amigo era o presidente quando o Naverredondense quando o seu clube disputou a segunda fase com o Aldenovense o senhor sabe quanto custou a vossa deslocação a Vila Nova de S. Bento, assim como nós sabemos quanto nos custa ir para a zona de Odemira e nosso caso os clubes do distrital e muito bem tem outro de subsidio e a quantidade é totalmente diferente. Por acaso comemos muito bem ai na Nave redonda, mas ainda estávamos no tempo das "vacas gordas". Cumprimentos Joaquim Páscoa

Anónimo disse...

Mister “Quim Páscoa” nós que fomos seus jogadores sempre o tivemos como uma pessoa inteligente e de convicções, é por isso que não percebemos como está a entrar em polémica com indivíduos que são jogadores do Real Madrid, mas que estão emprestados a clubes do Inatel e como devem ter saudades de Espanha querem vir jogar a esta zona para poderem ir ao Rosal comprar “caramelos”. Quim já estás a ficar velho para aturares rapazes, diz como o teu amigo Paco Fortes te diz no facebook quando te metes com ele por causa do Barcelona “Eu fui jogador e futebol e tu foste empurrador de bolas”.
Antigo Jogador do Aldenovense

Anónimo disse...

Fui jogagor treinado por este treinador, fui campeão com este treinador, fui jogar para o Despertar a disputar um nacional graças a este treinador, dois amigos meus foram para o sporting graças a este treinador, outros tantos formados por este treinador são grandes jogadores actualmente, quem vem para aqui dizer isto ou aquilo sem conhecimento de causa, que se dê ao trabalho de ver o curriculo das pessoas, não sejam burros e pelo menos assinem o vosso nome, é sempre muito facil comentar, ofender, denegrir atrás de um nome anónimo, só tenho uma coisa a dizer FORÇA MISTER PASCOA :)

Ass: João Vitorino

Anónimo disse...

Fui campeão com este Treinador, fui para o Despertar onde joguei em competições nacionais graças a ele, colegas meus foram para o Sporting graças a ele, agora vêem praqui os bebados do inatel a mandar bocas sem fundamentos, metam-se em casa.

Ass: João Vitorino